PESQUISAR

Cegueira Moral

REF.:0010050000439

2 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

18,00 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: Cegueira Moral
Autor: Zygmunt Bauman; Leonidas Donski
Ano de edição ou reimpressão: 2016
Editora: Relógio D’Água
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 235 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 280
Peso: 400g
ISBN: 9789896416461

Sinopse

Neste diálogo entre Zygmunt Bauman e Leonidas Donskis fala-se da perda de sensibilidade num tempo marcado pelo terrorismo, a guerra, as migrações e outras formas de violência. A empatia, a capacidade de nos colocarmos no lugar dos outros, parece diminuir quando era mais necessária. E isso vai a par com a feroz busca de identidade e o desrespeito pela privacidade alheia. A violência e os desastres tornam-se tão constantes na televisão e nas redes sociais que as sociedades padecem de uma espécie de cegueira moral, de tal modo estão insensibilizadas para o sofrimento e se recusam a compreender o que se passa.

«À medida que a negligência moral cresce em alcance e intensidade, a procura de analgésicos aumenta cada vez mais, e o consumo de tranquilizantes morais transforma-se em vício. Por conseguinte, uma insensibilidade moral induzida e manipulada torna-se uma compulsão ou uma “segunda natureza”: uma condição permanente e quase universal — e as dores morais veem-se desprovidas do seu papel salutar de prevenir, alertar e mobilizar.» Zygmunt Bauman

Sobre o autor

Zygmunt Bauman, sociólogo polaco, iniciou a sua carreira na Universidade de Varsóvia, onde ocupou a cátedra de sociologia geral.

Em 1968 emigrou, reconstruindo a sua carreira no Canadá, Estados Unidos, Austrália e Grã-Bretanha, onde em 1971 se tornou professor titular de sociologia da Universidade de Leeds, cargo que ocupou por vinte anos. Morreu em janeiro de 2017.

Também pode gostar…

Esgotado
Categorias: ,

A arte da vida

17,00 IVA inc.
Back to Top