PESQUISAR

Humanidade. Uma história de esperança

REF.:001005000440

2 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

20,90 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: Humanidade. Uma história de esperança
Autor: Rutger Bregman
Ano de edição ou reimpressão: 2021
Editora: Bertrand Editora
Idioma: Português
Dimensões: 151 x 236 x 30 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 496
Peso: 555g
ISBN: 9789722540490

Sinopse

Há séculos que o bom senso e a ciência nos dizem que o ser humano é um animal de instintos e pulsões básicas, cuja natureza violenta e egoísta só com dificuldade é contida pelas leis e normas sociais, e que este verniz sofisticado é superficial, capaz de estalar à mínima provocação. Rutger Bregman, historiador e autor do bestseller internacional Utopia para Realistas, leu a investigação, foi à raiz dos mitos, entrevistou protagonistas de notícias mediáticas e cientistas de renome e propõe-nos uma visão realista, inovadora e revolucionária do Homo sapiens. E se clássicos literários como O Deus das Moscas tiverem contrapontos da vida real em que as crianças se organizam e cooperam? E se as experiências paradigmáticas da psicologia que nos mostram que o poder sobre o outro corrompe tiverem sido mal interpretadas?

Rutger Bregman demonstra que é mais fácil acreditar na «banalidade do mal» devido ao trauma deixado pelos conflitos do século xx, à tendência que temos para pensar o pior da nossa espécie e até à predileção por uma boa história, mas que, na evolução como na história, a entreajuda se sobrepõe à competição, o altruísmo à maldade e a confiança à desconfiança.

Um livro para derrubar tabus e inaugurar uma nova conceção da natureza humana. Tem coragem de descobrir que talvez esteja errado, no melhor sentido possível?

Sobre o autor

Rutger Bregman é um dos jovens pensadores mais promissores da atualidade. Publicou quatro livros sobre história, filosofia e economia. Em 2013, ganhou o prémio Liberales (Bélgica) para o melhor livro de não-ficção do ano e foi nomeado duas vezes para o European Press Prize pelo seu trabalho jornalístico para a plataforma/coletivo The Correspondent. A edição holandesa de Utopia para Realistas tornou-se um bestselller e desencadeou um movimento nacional de apoio ao rendimento básico incondicional que fez manchetes um pouco por toda a Europa e pôs o tema na ordem do dia.

Back to Top