PESQUISAR

Matrimónio Nulo?

REF.:0010130000013

3 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

7,00 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: Matrimónio Nulo?
Autor: Catarina Gonçalves
Ano de edição ou reimpressão: 2019
Editora: Paulus
Idioma: Português
Dimensões: 140 x 210 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 68
Peso: 122g
ISBN: 9789723019599

Sinopse

A declaração de nulidade matrimonial foi durante décadas um assunto pouco explorado e pouco aprofundado na esfera externa da Igreja.

Não é reduzida a margem de ignorância manifestada pelos fiéis batizados sobre o assunto, queixando-se por vezes de que este tipo de processos tinham só e apenas um único destinatário: a classe social alta.

Hoje, vivemos um momento reversível da situação, que se deve sem dúvida ao espírito revolucionário e aberto do atual Romano Pontífice.

Sobre o autor

Natural de Paços- Melgaço. Ingressei na Universidade Nova de Lisboa, na Faculdade de Letras no ano de 1999, no curso de Estudos Linguísticos, com variante Português/ Espanhol. No final do ano lectivo pedi transferência para a UCP de Braga onde cursei Humanidades Clássicas, na Faculdade de Filosofia. Terminada a licenciatura em 2004, realizei o estágio pedagógico/ profissional na Escola Secundária de Amares. No ano lectivo seguinte, 2005/2006 matriculei-me em Teologia, na Faculdade de Teologia de Braga da UCP, onde conclui o primeiro ciclo. No ano de 2008 transitei para a Pontificia Università della Santa Croce em Roma, cursando Direito Canónico. Obtida a Licença Canónica e reconhecida pela Santa Sé, ainda no Pontificado do Papa Bento XVI, no ano lectivo de 2011, transitei de imediato para o Doutoramento. No final do primeiro semestre do ano curricular de Doutoramento, obtive permissão para regressar a Portugal e iniciar-me na vida laboral, em simultâneo com a pesquisa e escrita da tese, que inicialmente versava num tema sobre Santo Agostinho. Continuando assim a ser estudante de doutoramento em Roma.

Em Janeiro de 2012 assumi o cargo de juiz Eclesiástica no Tribunal Metropolitano de Braga.

Em 2016, assumi a responsabilidade do gabinete de atendimento do Tribunal Eclesiástico de Braga, sendo nomeada patrona estável posteriormente. Em 2017, assumi o Gabinete de atendimento do Tribunal Eclesiástico de Viana do Castelo, desempenhando também a função de patrono estável.

Também em 2012 iniciei a função de docente na Faculdade de Teologia da UCP, primeiro no Porto, depois em Braga, na qualidade de docente assistente, onde leciono as unidades curriculares de Direito Canónico Institucional e Direito Canónico Geral.

No ano de 2013 tive de permutar o tema da Tese, por se descobrir que já existia outro igual na mesma instituição. Com o tema: «o valor probatório das Partes em juízo», nas áreas do Direito matrimonial e processual canónico.

Back to Top