PESQUISAR

A bondade do coração

REF.:0010080000246

1 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

12,59 IVA inc.

Ficha Técnica

Título: A bondade do coração
Autor: Dalai Lama
Ano de edição ou reimpressão: 1997
Editora: Edições Asa
Idioma: Português
Dimensões: 165 x 235 x 15 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 220
Peso: 415g
ISBN: 9789724118963

Sinopse

Por ocasião do 10º Seminário da Comunidade Mundial para a Meditação Cristã, fundada pelo monge beneditino John Main, Sua Santidade o Dalai Lama, pela primeira vez, dialogou com cristãos e budistas sobre os ensinamentos de Jesus, a partir de passagens escolhidas dos quatro Evangelhos.

Desse acontecimento histórico resultou o presente livro. Um ensinamento do Dalai Lama que nos convida à reflexão sobre os valores universais, tão necessários ao nosso mundo actual, que encontramos na mensagem e na vida, por vezes extraordinariamente coincidente, de Jesus e do Buda.

A edição portuguesa de A Bondade do Coração rodeou-se de especiais cuidados, tendo a sua tradução reunido o director da Escola de Budismo Tibetano Ogyen-Kunzang Chöling, de Lisboa, e o monge dominicano Frei Eugénio Boléo.

Sobre o autor

Sua Santidade, o XIV Dalai Lama Tenzin Gyatso nasceu em 1935, oriundo de uma família de camponeses, numa pequena aldeia situada no nordeste tibetano.

Com apenas dois anos foi reconhecido como a reencarnação do seu predecessor. A cerimónia de reconhecimento do XIV Dalai Lama teve lugar a 22 de fevereiro de 1940 em Lhasa, a capital do Tibete. Dez anos depois, quando a China invadiu o território tibetano, com apenas 16 anos e mais nove de estudos religiosos por completar, Sua Santidade teve de assumir o poder político total.

Em março de 1959, durante o Levantamento Nacional do Povo Tibetano contra a ocupação militar chinesa, teve de partir para o exílio. Desde então tem vivido nos Himalaias, em Dharamsala na Índia, sede oficial do governo tibetano no exílio, uma democracia constitucional instituída em 1963.

O XIV Dalai Lama, ao contrário dos seus predecessores que nunca viajaram no Ocidente, continua as suas viagens à volta do mundo, apelando à bondade, à compaixão, ao respeito para com o meio ambiente e, sobretudo, à paz no mundo.

Para além de uma extensa bibliografia, Sua Santidade já recebeu inúmeros prémios honorários nos diversos países em que discursou, sendo o mais importante de todos o Prémio Nobel da Paz, recebido em 1989.

Back to Top