PESQUISAR

A tarde do cristianismo

REF.:0010080001410

24 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

19,99 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: A tarde do cristianismo. O tempo da transformação
Autor: Tomáš Halík
Ano de edição ou reimpressão: 2022
Editora: Paulinas
Idioma: Português
Dimensões: 140 x 210 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 312
Peso: 390g
ISBN: 9789896738525

Sinopse

A Tarde do Cristianismo discute as transformações da fé na vida humana e na história, o autor apresenta a atual crise da Igreja como uma transição para uma nova etapa na história do cristianismo. Apresenta uma visão do Cristianismo do futuro como uma comunidade ecuménica, capaz de uma compreensão nova e mais profunda de seus próprios recursos, bem como dos problemas atuais da época.

A Igreja e sua fé é cristã na medida em que é Páscoa: morre e ressuscita dos mortos. Existem muitas formas de fé em nível pessoal e na jornada da Igreja através da história que um dia deve morrer. Às vezes os crentes passam pela escuridão da Sexta-feira Santa, o sentimento de que Deus os abandonou, quando a forma habitual de fé morre. Mas quem perseverar nestas noites escuras, mais cedo ou mais tarde poderá experimentar a luz da manhã de Páscoa, a transformação da sua fé.

Sobre o autor

Tomáš Halík nasceu em Praga, no ano de 1948. Licenciou-se em Ciências Sociais e Humanas, em 1972, na Universidade Charles, Praga.

Pouco depois, iniciou, clandestinamente, a formação superior em Teologia, que veio a concluir, já depois da queda do muro de Berlim, numa importante universidade pontifícia de Roma.

Foi perseguido, durante a ocupação comunista, como “inimigo do regime”. Trabalhou como psicoterapeuta numa unidade de acompanhamento a toxicodependentes. Em 1978, sempre na clandestinidade, foi ordenado sacerdote e tornou-se um dos assessores mais próximos do cardeal Tomášek, figura emblemática da chamada “Igreja do Silêncio”. Com o fim do Comunismo, foi nomeado conselheiro do presidente Václav Havel e, posteriormente, Secretário-Geral da Conferência Episcopal Checa.

Atualmente, ensina Sociologia e Filosofia da Religião na Universidade Charles, em Praga. Tem também exercido a docência, como professor convidado, em universidades tão prestigiadas como Oxford, Cambridge e Harvard. É membro da Academia Europeia da Ciência e da Arte e foi consultor do Conselho Pontifício para o Diálogo com os Não-Crentes. Os seus livros estão traduzidos em numerosas línguas. Foi distinguido com prémios nacionais e internacionais de literatura e de diálogo intercultural e inter-religioso, como o Prémio Cardeal König (2003) ou o Prémio Romano Guardini (2010). O seu livro Paciência com Deus, que a Paulinas Editora apresenta ao público português, recebeu o galardão de “Melhor Livro Europeu de Teologia de 2009/10” e, nos EUA, foi destacado como “Livro do Mês”, em julho de 2010.

Tomáš Halík foi distinguido com o Prémio Templeton 2014, de 1,3 milhões de euros, um dos maiores do mundo atribuídos a pessoas individuais. O padre e filósofo checo arriscou ser preso por promover a liberdade religiosa e cultural depois de a União Soviética ter invadido a Checoslováquia, tendo-se tornado desde então um defensor do diálogo entre diferentes fés e não crentes, assinala o site do Prémio Templeton. O prémio da Fundação Templeton, sediada em West Conshohocken (Pensilvânia, EUA), distingue uma personalidade que tenha contribuído de forma relevante para afirmar a dimensão espiritual da vida. Entre os distinguidos encontram-se a Beata Madre Teresa de Calcutá, no primeiro ano em que o galardão foi atribuído (1973), Irmão Roger (Taizé), Chiara Lubich, Aleksandr Solzhenitsyn e, em 2013, o arcebispo anglicano Desmond Tutu.

Também pode gostar…

Back to Top