Pesquisar produto

Esgotado

A vida secreta de Jesus

Ref.:0010080000182

Esgotado
Entrega no dia útil seguinte!

14,95 IVA inc.

Ficha Técnica

Título: A vida secreta de Jesus
Autor: Nicolas Notovitch
Ano de edição ou reimpressão: 2018
Idioma: Português
Dimensões: 154 x 234 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 176
Peso: 286g
ISBN: 9789898907431

Sinopse

Uma das maiores incógnitas do cristianismo diz respeito aos anos da vida de Jesus que não estão narrados na Bíblia – o período entre os 13 e os 29 anos.

A Vida Secreta de Jesus revela que Cristo pode ter passado pelo menos uma parte desse tempo na Índia, no Tibete e noutras partes da Ásia, em peregrinação, a aprender, a ensinar e a partilhar aquela que viria a ser a Sua mensagem espiritual universal.

Nicolas Notovitch, um dos viajantes mais arrojados de sempre, cumpria uma longa viagem pela Índia, para estudar costumes e hábitos locais, quando visitou o convento budista de Hemis. Foi lá que um lama lhe disse que Jesus – a quem os budistas chamam Issa – tinha ali estado e que a biblioteca do convento possuía alguns manuscritos que o comprovavam.

Intrigado, pediu ao lama que lhe concedesse o acesso aos textos. O que leu deixou-o fascinado. Eram originais muito antigos e não só documentavam a presença de Jesus, como demonstravam as muitas semelhanças entre a Sua mensagem e os ensinamentos espirituais ancestrais da Ásia.

O manuscrito será realmente verdadeiro? Terá Jesus Cristo estado na Índia, no Tibete e noutros lugares da Ásia?

Sobre o autor

Nikolai Aleksandrovich Notovich (1858-1916) nasceu na Rússia e a sua vida mantém-se envolta em mistério. Provavelmente pertenceu à aristocracia e foi oficial do exército cossaco, espião e jornalista.

É conhecido por ter sustentado a tese segundo a qual, durante os anos da vida que são omissos na Bíblia, Cristo teria viajado pela Ásia, passando por Índia, Nepal, Tibete e outros lugares. Notovitch viajou amplamente pelo Afeganistão, pela Índia e pelo Tibete. Numa das suas viagens, enquanto visitava Leh, antiquíssima capital de Ladakh, sofreu um acidente e fraturou uma perna.

Foi esse o motivo que o levou a hospedar-se no convento de Hemis. Enquanto recuperava, Notovich descobriu um manuscrito denominado A Vida de Issa e percebeu que o documento relatava os anos perdidos da vida de Jesus. O misterioso manuscrito mostrava que a mensagem de Cristo teria a mesma origem que certos ensinamentos dos iniciados tibetanos e revelava também que a força da mensagem de Jesus era já impressionante na Sua juventude.

As afirmações arrojadas de Notovitch sobre a vida de Cristo chamaram a atenção de inúmeros estudiosos do cristianismo e também da imprensa daquele tempo.

Voltar ao topo