PESQUISAR

Novidade

Para a eternidade

REF.:0010080001390

4 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

19,00 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: Para a eternidade. Meditações sobre a figura do sacerdote
Autor: Robert Sarah
Ano de edição ou reimpressão: 2022
Editora: Lucerna
Idioma: Português
Dimensões: 142 x 231 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 224
Peso: 325g
ISBN: 9789898993526

Sinopse

Temos de encarar a verdade de frente: o sacerdócio parece vacilar. Alguns sacerdotes fazem lembrar marinheiros num navio violentamente sacudido pela tempestade. Tergiversam e gaguejam. Como podemos deixar de nos interrogar ao ler alguns relatos de abuso de crianças? Como é possível não duvidar? O sacerdócio, o seu estatuto, a sua missão, as suas autoridades foram postas ao serviço do que há de pior. O sacerdócio foi instrumentalizado para dissimular, velar e mesmo justificar a profanação da inocência das crianças. A autoridade episcopal foi por vezes utilizada para perverter e mesmo quebrar a generosidade daqueles que queriam consagrar-se a Deus. A procura da glória mundana, do poder, das honrarias, dos prazeres terrenos e do dinheiro infiltrou-se nos corações de sacerdotes, bispos e cardeais. Como podemos suportar tais factos sem estremecer, sem chorar, sem nos pormos em causa?

Não podemos agir como se nada se passasse. Como se tudo isso fosse apenas um acidente de percurso. Temos de encarar o mal de frente. Porquê tanta corrupção, tanto desvio e tanta perversão?

Há quem se interrogue sobre se o próprio sacerdócio não estará em causa. Surgem aqui e ali propostas para mudar a instituição, renová-la, modernizá-la. Todas essas iniciativas seriam legítimas se o sacerdócio fosse uma instituição humana. Mas não fomos nós que inventámos o sacerdócio – ele é um dom de Deus. Não se reforma um dom divino sobrecarregando-o com as nossas ideias humanas para o conformar com os gostos do momento. Pelo contrário, restauramo-lo desembaraçando-o das camadas de cal que impedem o original de revelar o seu esplendor.»

É esse trabalho de depuração e regresso à essência do sacerdócio católico que se propõe fazer nesta obra o Cardeal Robert Sarah. Para isso, propõe diversas meditações suas em torno de textos da autoria de grandes figuras católicas alusivos ao tema.

Sobre o autor

Robert Sarah nasceu em Ourous, na arquidiocese de Conakry, na Guiné, em 15 de junho de 1945. Ordenado sacerdote em 20 de julho de 1969, foi depois enviado a Roma, onde obteve o mestrado em Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana.

Em Roma enriqueceu sua formação cultural no Pontifício Instituto Bíblico, aprofundando-a, em seguida, com um período de estudos no Studium Biblicum Franciscanum de Jerusalém. De volta à pátria, foi pároco e depois reitor do seminário menor de Kindia. Nomeado arcebispo de Conakry em 13 de agosto de 1979, foi consagrado em 8 de dezembro do mesmo ano. Em seguida, foi administrador apostólico de Kankan, presidente da Conferência Episcopal da Guiné e presidente da Conferência Episcopal Regional da África Ocidental Francófona (Cerao).

Em outubro de 2001 foi nomeado secretário da Congregação para a Evangelização dos Povos, ofício que desenvolveu por nove anos, até 7 de outubro de 2010, quando Bento XVI o designou presidente do Pontifício Conselho “Cor Unum”. Foi criado cardeal por Bento XVI no consistório de 20 de novembro de 2010.

Também pode gostar…

Back to Top