PESQUISAR

Procura-se amigos e lavadores de pés

REF.:0010080001112

1 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

14,50 IVA inc.

Ficha Técnica

Título: Procura-se Amigos e Lavadores de Pés
Autor: Seán O’Malley
Coleção: História & Profecia
Ano de edição ou reimpressão: 2019
Editora:Paulinas Editora
Idioma: Português
Dimensões: 143 x 208 x 15 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 216
Peso: 288g
ISBN: 9789896736866

Sinopse

No Prefácio, D. Tolentino Mendonça lembra que quem ler este livro, não o vai esquecer! E esta é uma afirmação que remete a um conteúdo riquíssimo de reflexão teológica, de uma teologia intrinsecamente associada à atitude de humildade, característica da condição do orante e servidor, ou seja, daquele que, perante a Beleza de Deus, só pode acomodar-se de joelhos aos pés dos que serve.

D. Seán O’Malley é franciscano capuchinho, bispo e pastor de uma grande diocese americana, mas com farta bagagem apostólica. Fala-nos, aqui, não tanto a partir de elucubrações de natureza espiritual, mas mais de testemunhos bem palpáveis (do seu presbitério), da aplicação do Evangelho professado ao campo da sua intervenção como pastor e orientador de pastores.

É um texto bem «ilustrado» e polvilhado de humor carregado de condimentos bem reais e humanos, da irrisão das coisas do dia a dia, o que o torna agradável à leitura, mas interessante ao entendimento das coisas sérias do mundo. Quem ler este livro, não o vai esquecer!

Sobre o autor

Arcebispo de Boston, foi nomeado pelo Papa Francisco como um dos oito cardeais do Conselho da Cardinal Advisers que colabora, de forma estreita, com o Papa na reforma das estruturas eclesiais.

É um dos principais rostos do catolicismo contemporâneo e a sua voz tem sido cada vez mais escutada. Provém da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, com a curiosidade de possuir uma graduação em Estudos portugueses, língua que fala fluentemente.

Enquanto bispo de Fall River (1992-2002) desempenhou uma pastoral de grande proximidade com a comunidade de luso descendentes. Portugal reconheceu essa amizade atribuindo-lhe a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique (1985) e a Grã-Cruz da mesma Ordem (2006).

Back to Top