PESQUISAR

A joaninha resmungona

REF.:0010020001657

1 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

12,50 IVA inc.

Ficha Técnica

Título: A Joaninha Resmungona
Autor: Eric Carle
Ano de edição ou reimpressão: 2019
Editora: Kalandraka
Idioma: Português
Dimensões: 180 x 179 x 20 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 44
Peso: 322g
ISBN: 9789897490804

Sinopse

Este livro, datado de 1977, é todo ele uma lição de boas maneiras, em que a má educação da protagonista contrasta com a amabilidade da sua congénere. As palavras «obrigada» e «por favor» não fazem parte do seu vocabulário e, menos ainda, a ação de partilhar. O seu comportamento resume-se a desafiar os diferentes animais com os quais se vai cruzando, sem ligar sequer ao tamanho deles, para lutar com ela.

De destacar ainda é o recurso gráfico a páginas de diferentes dimensões que vão ficando maiores à medida que as horas do dia avançam e a história se vai desenrolando. Tipografia, ilustração e narrativa seguem de mãos dadas, formando uma estrutura circular, ao longo da qual o leitor pode não só explorar os conceitos das horas, dos tamanhos e das formas; como também viajar por terra, mar e ar e conhecer os animais que habitam nesses meios.

A natureza e os conceitos úteis e práticos são elementos constantes da obra de Eric Carle, que, assim, de uma forma só na aparência simples, incentiva as crianças a aprenderem e a movimentarem-se no mundo que as rodeia.

Sobre o autor

(Siracusa, Nova Iorque, 1929) Autor de mais de 70 livros, Eric Carle começou a ilustrar em 1967, depois de trabalhar numa agência publicitária. Estudou na prestigiada escola de arte “Akademie der Bildenden Künste”, na Alemanha, país onde residiu na sua infância.

Regressou aos EUA em 1952, onde trabalhou como designer gráfico no “The New York Times”. O primeiro livro de sua completa autoria foi “1,2,3, to the Zoo” (1968), ao qual se seguiu “The Very Hungry Caterpillar”. Foi galardoado com os prémios da Feira Internacional do Livro Infantil de Bolonha, da Associação de Livreiros Infantis e da Associação Americana de Bibliotecas. Eric Carle afirmou: “Creio que a passagem de casa para a escola é o segundo maior trauma da infância; o primeiro, certamente, é nascer. Em ambos os casos trocamos um ambiente caloroso e protetor por outro desconhecido. Acredito que as crianças são criativas por natureza e capazes de aprender.

Nos meus livros tento minimizar esse temor, substituí-lo por uma mensagem positiva. Quero mostrar-lhes que aprender é realmente fascinante e divertido.”

Back to Top