PESQUISAR

Novidade
-10%

Mensagem

REF.:0010010000854

2 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

16,90 15,21 IVA inc.

01
Dias
07
Horas
52
Mins
13
Segs
Quantidade

Ficha Técnica

Título: Mensagem
Autor: Fernando Pessoa
Ano de edição ou reimpressão: 2021
Editora: Tinta da China
Idioma: Português
Dimensões: 129 x 184 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 288
Peso: 291g
ISBN: 9789896715946

Sinopse

Mensagem a grande obra que faltava à colecção dedicada a fernando pessoa, agora em formato de bolso.

Com cantos redondos, ortografia actualizada (adequada também para o público escolar), mas com o rigor de sempre. Ao desejo pessoano de «construir, pelo simples poder do sonho, uma pátria desde sempre perdida», junta-se esta que é até hoje a mais completa edição crítica da Mensagem, esse mito que «é o nada que é tudo».

Além dos 44 poemas, a edição de Jerónimo Pizarro não esquece a importância do contexto e inclui testemunhos desconhecidos, ligeiras alterações ao cânone textual, imagens e vários elementos que iluminam esta obra – uma aventura sempre em aberto para todos os corajosos leitores-argonautas.

Sobre o autor

Um dos maiores génios poéticos de toda a nossa Literatura e um dos poucos escritores portugueses mundialmente conhecidos. A sua poesia acabou por ser decisiva na evolução de toda a produção poética portuguesa do século XX. Se nele é ainda notória a herança simbolista, Pessoa foi mais longe, não só quanto à criação (e invenção) de novas tentativas artísticas e literárias, mas também no que respeita ao esforço de teorização e de crítica literária.

É um poeta universal, na medida em que nos foi dando, mesmo com contradições, uma visão simultaneamente múltipla e unitária da Vida. É precisamente nesta tentativa de olhar o mundo duma forma múltipla (com um forte substrato de filosofia racionalista e mesmo de influência oriental) que reside uma explicação plausível para ter criado os célebres heterónimos – Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis, sem contarmos ainda com o semi-heterónimo Bernardo Soares.

Fernando Pessoa nasceu em Lisboa em 1888 (onde virá a falecer) e aos 7 anos partiu para a África do Sul com a sua mãe e o padrasto, que foi cônsul em Durban.

Pessoa marcou profundamente o movimento modernista português, quer pela produção teórica em torno do sensacionismo, quer pelo arrojo vanguardista de algumas das suas poesias, quer ainda pela animação que imprimiu à revista “Orpheu” (1915). No entanto, quase toda a sua vida decorreu no anonimato.

Quando morreu, em 1935, publicara apenas um livro em português, “Mensagem” (no qual exprime poeticamente a sua visão mítica e nacionalista de Portugal), e deixou a sua famosa arca recheada de milhares de textos inéditos.

Também pode gostar…

Back to Top