PESQUISAR

Notas sobre o luto

REF.:0010010000880

2 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

7,50 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: Notas sobre o luto
Autor: Chimamanda Ngozi Adichie
Ano de edição ou reimpressão: 2021
Editora: Dom Quixote
Idioma: Português
Dimensões: 120 x 180 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 112
Peso: 100g
ISBN: 9789722072076

Sinopse

No dia 10 de junho de 2020, na Nigéria, o académico James Nwoye Adichie morreu subitamente.

Chimamanda Ngozi Adichie, sua filha, partilha connosco os efeitos devastadores que esta morte teve em si. Tece na sua própria experiência os fios da história da vida do pai até aos seus últimos dias, já em confinamento, em que conversava com os filhos e os netos por videochamada.

Notas sobre o Luto é um tributo a uma vida vivida em pleno. É a história do amor imenso de uma filha por um pai. Ao falar-nos sobre uma das experiências humanas mais universais, é um livro sobre aquilo que nos une a todos.

Sobre o autor

Chimamanda Ngozi Adichie nasceu na Nigéria, em 1977, tendo ido estudar para os Estados Unidos aos dezanove anos. Os seus contos apareceram em diversas publicações e receberam inúmeros galardões como o da BBC Short Story Competition em 2002 e o O. Henry Short Story Prize em 2003. A Cor do Hibisco, o seu primeiro romance, foi distinguido com o Hurston/Wright Legacy Award 2004 e o Commonwealth Writers’ Prize 2005, tendo também sido finalista do Orange Broadband Prize 2004 e nomeado para o Man Booker Prize 2004. Meio Sol Amarelo, já publicado pela ASA, venceu, em 2007, o Orange Broadband Prize, o Anisfield-Wolf Book Award e o PEN “Beyond Margins Award”.

Americanah venceu o Chicago Tribune Heartland Prize 2013. A escritora foi também distinguida, em 2008, com um Future Award na categoria de Jovem do Ano e recebeu uma bolsa da MacArthur Foundation, considerada a “bolsa dos génios”, no valor de 500 mil dólares. A sua obra encontra-se traduzida em trinta e uma línguas.

Em novembro de 2020 vence a categoria ‘Winner of Winners’, do Women’s Prize for Fiction, pelo seu romance Meio Sol Amarelo. Este galardão é atribuído a título único e excecional e a autora agradeceu desta forma: ‘Sinto-me particularmente comovida por ter sido votada “Vencedora das Vencedoras”, uma vez que foi este prémio que inicialmente atraiu os leitores para o meu trabalho – e também me deu a conhecer tantas escritoras talentosas’.

Back to Top