PESQUISAR

Cânticos p/ Celebração do Matrimónio. Instrumentais

REF.:0010100000108

2 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

18,00 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: Cânticos p/ Celebração do Matrimónio. Instrumentais
Ano de edição ou reimpressão: 2018
Editora: Secretariado Nacional de Liturgia
Idioma: Português
Dimensões: 215 x 305 x 16mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 136
Peso: 658g
ISBN: 9789898877154

Sinopse

Neste volume apresentamos alguns arranjos para diversas formações instrumentais, que poderão ser úteis para o enriquecimento da celebração.

«O Matrimónio é constituído pela aliança conjugal, isto é, pelo consentimento irrevogável de ambos os cônjuges que livremente se entregam e se recebem» (Preliminares do Ritual do Matrimónio, 2). A preparação cuidadosa para a celebração do sacramento do Matrimónio é muito recomendada nos mesmos Preliminares: «A própria celebração deverá preparar-se cuidadosamente, tanto quanto possível com os nubentes. Celebre-se o Matrimónio habitualmente dentro da Missa. O pároco, porém, tendo em conta quer as necessidades pastorais quer a participação dos nubentes e dos assistentes na vida da Igreja, considere se será conveniente propor a celebração do Matrimónio dentro ou fora da Missa» (n. 29).

O Papa Francisco, na Exortação Apostólica pós-sinodal Amoris Laetitia, entusiasma os noivos: «Tende coragem de ser diferentes, não vos deixeis devorar pela sociedade do consumo e da aparência. O que importa é o amor que vos une, fortalecido e santificado pela graça. Vós sois capazes de optar por uma festa austera e simples, para colocar o amor acima de tudo» (n. 212). E acrescenta: «A liturgia nupcial é um acontecimento único, que se vive no contexto familiar e social de uma festa. (…) Trata-se, pois, de uma preciosa ocasião para anunciar o Evangelho de Cristo» (n. 216).

A escolha dos cânticos não é de menor relevância na preparação cuidadosa para a celebração do Matrimónio: «Os cânticos a utilizar sejam adequados ao rito do matrimónio e exprimam a fé da Igreja, tendo em conta de modo especial a importância do Salmo responsorial na liturgia da Palavra. E o que se diz da escolha dos cânticos vale também para a escolha das obras musicais» (Preliminares do Ritual do Matrimónio, 30).

Todas as obras musicais devem estar em unidade perfeita com a celebração litúrgica (cf. SC 112). A participação comunitária no canto tenha a primazia sobre qualquer outra forma, pelo que os cânticos, em geral, devem ser acessíveis a todos e conduzir a mente e o fervor do espírito para a centralidade da acção sagrada.

Back to Top