PESQUISAR

In aeternum cantabo

REF.:0010100000418

4 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

20,00 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: In aeternum cantabo
Autor: Artur Oliveira
Ano de edição ou reimpressão: 2021
Editora: Secretariado Nacional de Liturgia
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 215 x 25 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 624
Peso: 630g
ISBN: 9789898877826

Sinopse

Pierre Carraz, e vários outros nomes sonantes (Auguste Guénan, Jos Lénards, Souberbielle, Père Brouyer e outros…) influenciaram na juventude (anos 60) nas célebres Semanas Gregorianas da veneranda e sempre digna gregorianista D. Júlia de Almendra (ainda não se fez a verdadeira e grande história das Semanas Gregorianas do Centro de Estudos Gregorianos de Lisboa – pena!).

Aí se bebeu, em tempos fortes e aprofundados, o gosto pela música litúrgica. Vigorava o Latim e o Gregoriano como música oficial da Igreja.

As mudanças do Concílio Vaticano II (1964) para língua vernácula, mesmo que declarasse como música oficial o Gregoriano, trouxeram a grande euforia que, a princípio, um pouco selvática, em adaptações feitas a partir do francês, do espanhol, espirituais negros em abundância, aproveitando tudo o que era e não era litúrgico, P. Zezinho incluído, para além dos compositores que iniciavam alguma renovação na música litúrgica do país.

Pingo aqui, pingo ali, a corrente levou muito tempo a engrossar, até que, por muitas e diversas circunstâncias, mesmo adversas, começou a desaguar.

Música litúrgica a abarcar os Domingos, Solenidades e Festas do Ano, na maioria com os textos consagrados no Missal e Lecionários.

Aí está! Ao dispor de quem quiser aproveitar.

Índice

Índice do livro

Back to Top