PESQUISAR

Salmos responsoriais música. Pe. Manuel Luís

REF.:0010100000008

10 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

15,00 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: Salmos responsoriais música. Pe. Manuel Luís
Autor: Pe. Manuel Luís
Ano de edição ou reimpressão: 1997
Editora: Secretariado Nacional de Liturgia
Idioma: Português
Dimensões: 165 x 232 x 22 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 469
Peso: 600g
ISBN: 978989829347

Sinopse

Os Salmos responsoriais dos Domingos e dos principais dias do calendário litúrgico da Igreja, com música do Padre Manuel Luís.

” … O canto na Liturgia é a expressão comunitária da oração de Cristo e da Igreja, assumida pelos crentes reunidos em assembleia. Quando cantam em assembleia litúrgica, as pessoas sentem-se unidas e solidárias nos seus problemas humanos e também na fé e na esperança, no amor a Deus e aos outros, e na certeza de que Cristo está presente ali como Salvador. Por isso o canto faz parte integrante da celebração e está-lhe subordinado.”

“Não se canta por cantar nem tão pouco porque as pessoas simplesmente se reuniram, nem se canta qualquer coisa; é que a comunidade foi convocada pela Palavra de Deus, através daqueles que têm missão para o fazer, com uma finalidade bem definida: celebrar o Mistério Pascal de Cristo.”

“Canta-se para dar maior consciência de unidade na fé aos cristãos reunidos, para os levar a entrar em comunhão com Deus, suscitando nos seus corações sentimentos e afectos generosos de louvor, de súplica, de acção de graças, de reparação, de alegria e também de arrependimento. O canto, dando maior capacidade de penetração espiritual ao texto, alimenta a fé da comunidade, fomenta a caridade para com Deus e para com os irmãos, permite saborear melhor o sentido espiritual da Palavra.”

Sobre o autor

Nasceu a 8 de Julho de 1926 em Turquel, Alcobaça.Frequentou os Seminários do Santarém, Almada e Olivais e foi ordenado presbítero em 29 de Junho de 1951. Desde novo dedicou-se ao gosto pela música, partindo para o Instituto Pontifício de Música Sacra de Roma, que frequentou durante sete anos e, pelo qual, foi diplomado em Conto Gregoriano e composição de Musica Sacra.

Regressou de Roma, regressou ao Seminário dos Olivais, onde dirigiu o coro polfónico, que tinha também à sua conta o serviço liturgia e música da Sé Patriarcal. De 1969 a 1975 foi pároco da Sé de Lisboa, que anteriormente tinha estado entregue ao seu tio, do mesmo nome, o Cónego Manuel Luís. Desde 1975 foi pároco da paróquia das Mercês na cidade de Lisboa, onde veio a falecer no dia 5 de Julho de 1981.

Também pode gostar…

Back to Top