Pesquisar produto

O coração fala-nos de Deus

Ref.:0010110000387

2 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

9,50 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: O coração fala-nos de Deus. A importância do discernimento para os dias de hoje
Autor: Papa Francisco
Ano de edição ou reimpressão: 2023
Editora: Editorial A.O.
Idioma: Português
Dimensões: 130 x 210 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 176
Peso: 200g
ISBN: 9789723909555

Sinopse

“A estrutura em duas partes deste volume dedicado ao discernimento nos primeiros dez anos do magistério do Papa Francisco reflete a sua natureza peculiar: o discernimento é uma sabedoria e uma atitude do coração, não uma técnica ou uma metodologia organizacional. A sua aprendizagem requer estudo, mas não basta: deve-se praticá-la. A reflexão sobre o que se vive, em confronto com uma tradição espiritual e um acompanhante, permite que se torne um património vivo, tornando-o exprimível e comunicável.

A Parte I, que repropõe a série de 14 catequeses proferidas nas Audiências Gerais de quarta-feira, de 31 de agosto de 2022 a 4 de janeiro de 2023, constitui um guia para o discernimento, em particular na tradição da espiritualidade inaciana, aquela que o Papa Francisco vive pessoalmente. Com uma abordagem que podemos definir sistemática, as catequeses apresentam as suas pedras angulares numa linguagem viva e acessível.

A Parte II oferece, por sua vez, uma antologia de textos escolhidos sobre o discernimento, extraídos de documentos e discursos de todo o pontificado do Papa Francisco”.

(Giacomo Costa, sj)

Sobre o autor

Francisco (em latim: Franciscus), nascido Jorge Mario Bergoglio SJ (Buenos Aires, 17 de Dezembro de 1936) é o 266.º Papa da Igreja Católica e actual chefe de estado do Vaticano, sucedendo o Papa Bento XVI, que abdicou ao papado em 28 de fevereiro de 2013.

É o primeiro Papa nascido no continente americano, o primeiro pontífice não europeu em mais de 1200 anos e também o primeiro Papa jesuíta da história. Tornou-se Arcebispo de Buenos Aires em 28 de Fevereiro de 1998 e cardeal-presbítero em 21 de Fevereiro de 2001.

Foi eleito Papa em 13 de Março de 2013.

Voltar ao topo