PESQUISAR

Demolição e reconstrução

REF.:0010140000103

2 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

7,50 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: Demolição e reconstrução
Autor: Walter Kasper; George Augustin
Ano de edição ou reimpressão: 2020
Editora: Paulinas
Idioma: Português
Dimensões: 142 x 210 x 7 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 104
Peso: 146g
ISBN: 9789896737634

Sinopse

Este volume pretende debater esta singular situação mundial que, como uma tempestade, modificou repentinamente o mundo e a nossa vida pessoal – a crise do coronavírus. Não pode e não pretende discutir todas as questões, que são muitas e variadas. Quem seria já capaz disso? Limita-se a questões existenciais que nos afetam, enquanto seres humanos, enquanto cristãos e na nossa condição de Igreja.

Nisto, além dos coordenadores, cada um dos autores da coletânea – Bruno Forte, Mark-David Janus, Tomáš Halík -, escreve a partir da sua experiência pessoal das últimas semanas e dos últimos meses (da primeira fase da pandemia), a partir de uma perspetiva cristã das coisas e em nome próprio.

Os autores comungam do facto de se distanciarem de teorias extremas e sem sentido, como a da utopia, segundo a qual, após a crise, pode reinventar-se o ser-Igreja e a Igreja. Os contributos compreendem a crise no sentido em que o papa Francisco a exprime no Prefácio.

Sobre o autor

Walter Kasper

Walter Kasper (Heidenheim an der Brenz, 5 de março de 1933) é um cardeal alemão, e presidente emérito do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos.

Kasper fez estudos no ginásio de Ehingen an der Donau em 1952, após realizou estudos de filosofia em Tubinga e Mônaco, que concluiu em 1956, foi ordenado presbítero em 6 de abril de 1957 na diocese de Rottenburgo.

Em 1961 obtém o doutoramento na Faculdade Teológica de Tubinga. Durante três anos foi assistente de Leo Scheffczyk e de Hans Küng. Em 1964 recebe a habilitação para ensinar teologia dogmática na Universidade de Münster e em 1970 para a Eberhard-Karls-Universität die Tubinga. Foi nomeado para presidir a Faculdade Teológica de Münster. A partir de 1983 é professor visitante da Universidade Católica da América em Washington D.C.

Em 1985 Kasper é nomeado secretário especial do sínodo extraordinário e se torna membro da Comissão Teológica Internacional. Foi nomeado Bispo da Diocese de Rottenburg-Stuttgart em 17 de abril de 1989. A ordenação episcopal decorreu a 17 de junho desse ano por Oskar Saier e teve como co-ordenantes o bispo de Mogúncia, Karl Lehmann e Franz Josef Kuhnle, bispo auxiliar de Rottenburg-Stuttgart.1 Kasper adotou o lema episcopal “Veritatem in caritate”.

Kasper veio a ser presidente da comissão para a Igreja Universal e vice-presidente da comissão para a fé da Conferência Episcopal da Alemanha. Em 1994 Kasper foi nomeado co-presidente da Comissão Internacional para o Diálogo Luterano-Católico e , em 16 de março de 1999, Secretário do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, razão pela qual, em 31 de maio de 1999 renunciou ao governo da diocese de Rottenburgo-Stuttgart.

Em 21 de fevereiro de 2001 foi elevado a cardeal, com o título de cardeal-diácono de Ognissanti in Via Appia Nuova. Teólogo profundo, Kasper escreveu vários livros. Em 1993 e 2001 publicou a terceira edição do léxico para a teologia e para a Igreja.

Em 3 de março de 2001 torna-se presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos. Atualmente é membro da Congregação para a Doutrina da Fé, Congregação para as Igrejas Orientais, Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica, Pontifício Conselho para os Textos Legislativos e do Pontifício Conselho para a Cultura. Nestes cargos foi reconduzido pelo Papa Bento XVI, de quem foi colega de docência universitária.

No dia 1 de julho de 2010 o Papa Bento XVI aceitou o seu pedido de renúncia, por limite de idade, do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos. No consistório ordinário público de 21 de fevereiro de 2011, o Papa Bento XVI elevou-o à ordem de cardeal-presbítero.

George Augustin

Natural de Pala (Kerala, India). Entre estudar teologia, filosofia e biologia em Nagpur, em 1978 ingressou na Congregação dos Padres Palotinos (Sociedade de Vida Apostólica) e em 1981 foi ordenado sacerdote.

Catedrático de Teologia Fundamental e Dogmática na Escola Superior de Filosofia e Teologia de Vallendar (Alemanha), onde é professor de teologia fundamental e dogmática.

É director espiritual de vários sacerdotes da diocese de Rotemburgo-Estugarda.

Também pode gostar…

Back to Top