Pesquisar produto

O ódio a si mesmo. Aprender a gostar de si próprio

Ref.:0010040000469

2 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

15,90 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: O ódio a si mesmo. Aprender a gostar de si próprio
Autor: Alain de Botton
Ano de edição ou reimpressão: 2023
Editora: Dom Quixote
Idioma: Português
Dimensões: 137 x 210 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 152
Peso: 190g
ISBN: 9789722077446

Sinopse

Um guia para a cura emocional e para vivermos uma vida de maior autoaceitação, aprendendo a amarmo-nos a nós próprios.

Subjacente a muitos dos nossos problemas está um fator muitas vezes ignorado: não gostamos muito de nós próprios. Sofremos de ódio a nós mesmos. Dizemo-nos as coisas mais terríveis. Por causa do ódio a nós mesmos tendemos a negligenciar o nosso potencial no trabalho, a enredarmo-nos em relacionamentos frustrantes, a sermos inseguros na nossa vida social e a sofrer de ansiedade e desespero.

Este é um livro que – com imensa compaixão – investiga o fenómeno do ódio a si mesmo. Questiona de onde vem esse sentimento, o que nos impele a fazer, e de como poderemos ultrapassá-lo sem problemas. O tom é ao mesmo tempo esperançoso e realista. Provavelmente passámos demasiado tempo das nossas vidas a odiarmo-nos a nós mesmos e a criticar tudo o que dizemos, fazemos ou sentimos – sem sequer termos consciência disso.

É tempo de ultrapassarmos o masoquismo e avançarmos para o relacionamento de maior condescendência e aceitação para connosco próprios que deveríamos ter tido desde sempre.

Sobre o autor

Escritor suíço, Alain de Botton nasceu a 20 de dezembro de 1969, na cidade de Zurique. Oriundo de uma família de judeus sefarditas que abandonaram a Península Ibérica em finais do século XV para se instalarem no Egito, o seu pai nasceu em Alexandria, acabando por se mudar para a Suíça.

Alain de Botton estudou no país natal até à idade de doze anos, altura em que a família se mudou para Inglaterra. Após a conclusão dos seus estudos secundários, ingressou no curso de História da Universidade de Cambridge em 1987.

Desinteressando-se das aulas, Botton começou a escrever não só como uma forma de tentar compreender os seus sentimentos através de uma racionalização verbal, como também com a aspiração de completar um argumento para um filme. Em 1993 publicou o seu primeiro livro com o título Essays In Love, um romance original em que procurava descrever as suas experiências de enamoramento, rutura e reconciliação. Recorrendo ao pensamento de filósofos como Aristóteles e Wittgenstein, Botton procurou um sentido no amor, que julgava ser uma área problemática da vida.

O seu segundo romance, The Romantic Movement (1994), combinava de forma pouco usual as opiniões de Descartes e D. H. Lawrence com a ação, ao fazer com que o narrador se retirasse para proceder a uma tentativa de justificação do comportamento da personagem principal, uma mulher romântica.

No ano de 1995 apareceu Kiss & Tell e em 1997 Botton decidiu vocacionar a sua escrita para os estudos de carácter filosófico, ao publicar How Proust Can Change Your Life , obra em que procedia a uma reflexão sobre o pensamento do escritor francês Marcel Proust, e que constituiu um sucesso de vendas imediato.

Seguiram-se The Consolations Of Philosophy(2000, O Consolo da Filosofia), obra que inspirou uma série produzida pela famosa cadeia de televisão BBC, com o título A Guide To Happiness(, escrita e apresentada pelo autor, e The Art Of Travel( (2002), uma análise do tema das viagens, a partir das opiniões de escritores, artistas e pensadores.

Também pode gostar…

Categorias:,

Religião para ateus

O preço original era: 15,90€.O preço atual é: 14,31€. IVA inc.
Voltar ao topo