PESQUISAR

Santo Agostinho. A verdadeira religião – 19

REF.:0010060000904

1 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

26,00 IVA inc.

Ficha Técnica

Título: Santo Agostinho. A verdadeira religião – 19
Autor: Santo Agostinho
Ano de edição ou reimpressão: 2017
Editora: Paulus
Idioma: Português
Dimensões: 123 x 207 x 15 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 208
Peso: 315g
ISBN: 9788534918886

Sinopse

Este volume contém duas obras de Santo Agostinho. A primeira, De vera religione, foi escrita entre sua conversão e sua ordenação sacerdotal com a finalidade de atrair ao catolicismo seu amigo Romaniano, que ele próprio havia levado ao maniqueísmo. A segunda obra deste volume é o pequeno, mas significativo, tratado De cura pro mortuis gerenda, acerca do cuidado devido aos defuntos, redigido por volta do ano 421 d.C.

Trata-se de uma resposta à consulta feita por Paulino, bispo de Nola da Campânia, na península itálica. A questão que origina o opúsculo é se os fiéis tiram algum proveito de ter seu corpo inumado junto ao túmulo de algum santo. Agostinho responde que sacrifícios e orações pelos mortos só fazem sentido se os defuntos viveram de modo a merecer tirar proveito de tais atos. Além de responder a estas questões, o bispo de Hipona trata de outras questões relacionadas à morte, como a aparição dos mortos.

Sobre o autor

Santo Agostinho (Aurelius Augustinus) nasceu em 354 em Tagasto, no norte de África. A mãe, católica fervorosa, transmitiu ao filho a sua fé ardente. Africano pela raça mas romano pela cultura, foi escritor, filósofo, teólogo e bispo.

Converteu-se ao Catolicismo sob influência de Santo Ambrósio, Bispo de Milão. Foi ordenado sacerdote em Hipona, no norte de África, e eleito bispo coadjutor de Hipona e pouco depois bispo titular. Escreveu tratados filosóficos, teológicos, comentários de livros da Bíblia, sermões e cartas.

As Confissões são geralmente consideradas a primeira autobiografia. Morreu a 28 de agosto de 430, em Hipona.

Também pode gostar…

Back to Top