Pesquisar produto

Uma mundividência de futuro

Ref.:0010060000573

1 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

12,00 IVA inc.

Ficha Técnica

Título: Uma mundividência de futuro
Autor: Afonso Rocha
Ano de edição ou reimpressão: 2018
Editora: Edições Afrontamento
Idioma: Português
Dimensões: 165 x 235 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 180
Peso: 350g
ISBN: 9789723616491

Sinopse

A mundividência de inspiração cristã é o referencial sob que o Ocidente por excelência continua a equacionar os grandes problemas do homem, sejam os que respeitam a Deus e ao mal, sejam os que respeitam à religião e à moral, sejam os que respeitam ao mundo e à política.

Sob o título de Uma mundividência de futuro, e conotando a mundividência fundamentalmente com o carácter absolutamente misterioso da Verdade, com a perspectiva essencialmente mística e racional da Religião, com a afirmação de Deus em termos de um infinito absoluto e impessoal, com a natureza ontometafísica do Mal e com a filosofia da História como concepção baseada no homem e no mecanismo teleológico, o autor do presente ensaio equaciona e concebe a mundividência do futuro, por um lado, em termos de uma mundividência ecuménica e universal, e, por outro lado, em termos de uma mundividência do homem, da razão e do mistério.

Sobre o autor

Afonso Rocha, natural de Penafiel, residente no Porto, licenciado em Teologia pela Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, mestre em Antropologia teológica pela mesma Faculdade e doutor em Filosofia pela Faculdade de Filosofia da Universidade Católica Portuguesa é investigador do Centro de Estudos do Pensamento Português da Universidade Católica Portuguesa. Desenvolvendo a sua atividade de estudo e investigação principalmente nas áreas filosóficas da metafísica, da gnoseologia, da antropologia e da filosofia da religião, tem, entretanto, direcionado a sua atividade sobretudo para o âmbito do Pensamento Português, muito designadamente quanto aos domínios do mal, da gnose e do messianismo.

Estendendo-se basicamente pela segunda metade do séc. XIX e primeira do séc. XX, a sua atividade de estudo e investigação tem englobado, por um lado, autores como o padre António Vieira, cardeal Saraiva, Pedro Amorim Viana, Teófilo Braga, Guerra Junqueiro, Sampaio (Bruno), Leonardo Coimbra, Pascoaes, Basílio Teles, Raul Brandão, Fernando Pessoa, José Marinho, Álvaro Ribeiro, Delfim Santos…; por outro lado, tal atividade tem privilegiado sobretudo as figuras de Sampaio (Bruno) e de Fernando Pessoa em relação às problemáticas do mal, do messianismo e da gnose.

Autor de vários ensaios publicados em revistas, Atas de Congressos e obras conjuntas, sobressaem na sua obra editada sobretudo “O Mal no pensamento de Sampaio (Bruno): uma filosofia da razão e do mistério” (Lisboa, INCM, 2006), “Natureza, razão e mistério – Para uma leitura comparada de Sampaio (Bruno)” (Lisboa, INCM, 2009) e “O messianismo do ‘Quinto Imperio’ de Fernando Pessoa: uma filosofia da história ou uma filosofia da religião?” (Lisboa, INCM, no prelo).

Voltar ao topo