PESQUISAR

Novidade

O segundo coração

REF.:0010010000886

2 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

18,80 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: O segundo coração
Autor: Bruno Vieira Amaral
Ano de edição ou reimpressão: 2022
Editora: Quetzal Editores
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 235 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 328
Peso: 400g
ISBN: 9789897228643

Sinopse

Os extraordinários textos de O Segundo Coração falam de um passado vivo – não como peças expostas num museu, mas como um vulcão.

É um livro sobre o passado («O passado bate em mim como um segundo coração», frase de John Banville, é a epígrafe do livro), sobre as memórias de infância, os hábitos familiares, as férias grandes, as palavras ouvidas aos adultos e cujo significado se desconhecia, os primeiros amigos de que, entretanto, nos afastámos mas que nunca esquecemos, todos aqueles que já partiram mas que nos deixaram heranças de afetos e recordações modestas.

E é também sobre as humilhações e as aspirações da juventude, os amores e as desilusões, os ódios gratuitos e inexplicáveis, as noites solitárias de adolescência, o efeito emocional de se ver um filme sozinho no cinema, a falta de dinheiro e as dificuldades, a arte como redenção, ajuste de contas e vingança de um mundo que nos quer sempre destruir e onde, por vezes, só encontramos consolo no que se perdeu e que só através da escrita se pode recuperar. O Segundo Coração é o passado vivo – não como peças expostas num museu, mas como um vulcão muito antigo e adormecido que, num instante, regressa à vida e ao presente.

Sobre o autor

Bruno Vieira Amaral (Lisboa, 1978), além de romancista e crítico, colabora na revista Ler, no Expresso e na Rádio Observador. O seu primeiro romance, As Primeiras Coisas, foi distinguido com os prémios PEN, Fernando Namora, Time Out e José Saramago.

Em 2016, foi nomeado uma das Dez Novas Vozes da Europa (Ten New Voices from Europe). O seu segundo romance, Hoje Estarás Comigo no Paraíso (2017), recebeu o prémio Tabula Rasa e o segundo lugar do Prémio Oceanos. Em 2018, foram reunidos os seus melhores textos dispersos no volume Manobras de Guerrilha e, em 2020, os contos de Uma Ida ao Motel receberam o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco.

Back to Top