PESQUISAR

Novidade

Carta Apostólica “Desejei ardentemente”

REF.:0010110000368

89 em stock
Entrega no dia útil seguinte!

4,00 IVA inc.

Quantidade

Ficha Técnica

Título: Desiderio Desideravi – Carta Apostólica do Papa Francisco sobre a Formação Litúrgica do Povo de Deus
Autor: Papa Francisco
Coleção: Magistério
Ano de edição ou reimpressão: 2022
Editora: Paulus
Idioma: Português
Dimensões: 130 x 200 x 5 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 56
Peso: 164g
ISBN: 9789723022605

Sinopse

Uma carta apostólica é um dos meios mais comuns dos pontífices falarem de um determinado tema de forma objetiva e específica. Assim, a Carta Apostólica Desiderio desideravi – Desejo ardentemente, do Papa Francisco, é um convite a todo o povo de Deus para que reflita sobre vários pontos da formação litúrgica, fundamentais para a vida da Igreja. O tema é muito vasto e esta carta não dará resposta a tudo, mas apresentará alguns estímulos ou pistas para reflexões que possam ajudar a vivência da fé e a celebração do Mistério cristão.

«Caríssimos irmãos e irmãs, com esta carta desejo chegar a todos vós – depois de ter escrito apenas aos bispos o Motu Proprio Traditionis custodes – e escrevo para partilhar convosco algumas reflexões sobre a liturgia, dimensão fundamental da vida da Igreja. O tema é vasto e merece sempre uma consideração atenta em cada uma das suas vertentes. Ainda assim, com esta carta não pretendo tratar a questão de forma exaustiva. Desejo simplesmente oferecer alguns estímulos ou pistas para reflexões que possam ajudar na contemplação da beleza e da verdade da celebração cristã». Francisco

Sobre o autor

Francisco (em latim: Franciscus), nascido Jorge Mario Bergoglio SJ (Buenos Aires, 17 de Dezembro de 1936) é o 266.º Papa da Igreja Católica e actual chefe de estado do Vaticano, sucedendo o Papa Bento XVI, que abdicou ao papado em 28 de fevereiro de 2013. É o primeiro Papa nascido no continente americano, o primeiro pontífice não europeu em mais de 1200 anos e também o primeiro Papa jesuíta da história. Tornou-se Arcebispo de Buenos Aires em 28 de Fevereiro de 1998 e cardeal-presbítero em 21 de Fevereiro de 2001. Foi eleito Papa em 13 de Março de 2013.

Também pode gostar…

Back to Top